Estação Primeira de Mangueira: ensaios para o carnaval 2019

Os ensaios para o carnaval 2019 seguem em ritmo acelerado, nas batidas fortes da bateria da Estação Primeira de Mangueira, que vai para a avenida com o enredo  de perfil bem reativo e de protesto, intitulado”História para ninar gente grande”, autoria do carnavalesco Leandro Vieira e cujo samba enredo escolhido, composição de Deivid Domênico, Tomaz Miranda, Mama, Marcio Bola, Ronie Oliveira e Danilo Firmino faz homenagem a diversos personagens, entre eles à vereadora Marielle Franco, assassinada há dez meses. A seguir, algumas imagens emblemáticas da energia e eletricidade que circulam na quadra durante os eventos.

_dsc0126_dsc0011_dsc0258_dsc0284_dsc0084_dsc0243_dsc0130_dsc0072_dsc0135_dsc0253_dsc0101

Workshop Foto_Culinária Vegana

Nova data para duas das principais tendências deste momento que se unem neste workshop, no qual eu e a chef Julia Guimarães passaremos segredos do preparo de alguns pratos veganos e suas respectivas preparações para serem fotografados em estúdio. E ao final você ainda poderá degustar uma surpresa especialmente preparada pela Julia. Mais informações na página do evento , no site do Atelie Oriente, cujo link segue abaixo. Espero te ver lá.

http://www.atelieoriente.com/gastronomiavegana/

Cartaz do Curso Foto_Vegana.jpg

Dia Mundial da Água: celebração ou alerta?

No Dia Mundial da Água celebrado hoje,  nós brasileiros, mais do que a grande maioria dos habitantes do planeta, devemos nos preocupar muito com a preservação de nossos recursos hídricos. Pois tem uma coisa que já sabemos fazer bem melhor do que os demais: poluir.

Lixo 3

O lixo que vem lá de cima, da nossa capital, suja mais que qualquer outro e acaba por criar cenas como esta do Canal do Cunha, em Caxias, na região metropolitana do Rio e que deságua diariamente na nossa Baía. Até quando?

Coisas que temos de evitar

O acidente com a barragem em Brumadinho relembrou o já quase esquecido vazamento em Mariana, quando a quantidade de lama vazada praticamente matou o Rio Doce e ambos trouxeram mais uma vez à tona a questão das nossas nefastas ações sobre o meio ambiente. Não podemos mais perder tempo na tomada de decisões radicais para mudanças de paradigmas gerais e comportamentos individuais, no sentido de protegermos o que ainda nos resta de vida natural. As duas imagens que seguem trazem visões apocalípticas lançadas sobre a paisagem mais conhecida da cidade do Rio de Janeiro, mostrando a enseada de Botafogo desertificada e degradada, numa projeção caótica de tudo aquilo que não queremos que aconteça com nossos ambientes e que devemos por todos os meios evitar. Elas foram produzidas com diversos fragmentos de imagens de meus arquivos pessoais, unidos digitalmente a outras partes captadas especialmente para  produzir esse autêntico desabafo pessoal, para externar todo o temor a respeito de lugares aos quais não poderíamos chegar jamais, mas que os acidentes de Mariana e Brumadinho já mostraram que podemos chegar muito mais cedo do que imaginávamos.

baía da guanabara #1baía da guanabara #2

Kaloré – Jogo da Memória do Campo das Árvores Coloridas

O último dia 21 de junho marcou o lançamento do Jogo da Memória Kaloré, criação  do designer Guilherme Pimentel, que o apresentou como seu projeto de conclusão de curso de graduação da ESPM-Rio. O jogo teve seu nome escolhido por significar na língua Tupi Guarani, “O campo das árvores coloridas”, já que foi produzido seguindo um conceito sustentável de aproveitamento de madeiras nobres de espécies brasileiras, provenientes  de sobras e descartes de resíduos de trabalhos da marcenaria OficinaEthos, dirigida pelo designer Rodrigo Calixto. Formado por 18 pares de peças de fino acabamento, o jogo se trata na verdade de um refinado objeto decorativo, que traz consigo um rico conjunto de informações sobre espécies nativas brasileiras, chamando a atenção não só para as extraordinárias belezas das nossas madeiras, como também para a necessidade de suas preservações e usos conscientes. A seguir, fotos com as vistas de frente e verso do objeto, bem como detalhes do sistema de “pesca” das peças sobre o tabuleiro. Lindo trabalho.

Jogo de cimaEm péDetalheUsando a garraUsando a garra closeDe costas

Dia Mundial da Água

Hoje é um dia que deveria se repetir outras 364 vezes ao ano. Dia de se pensar como melhor utilizar nossos recursos hídricos. Sem alimento nós ainda podemos resistir por  semanas. Sem água, não vamos além de alguns dias. Se não quisermos que em alguns anos um de nossos cartões postais passe a ser este aí de baixo, acho bom começarmos imediatamente a mudar nossos hábitos de consumo de água.

Baía Sêca

Enseada de Botafogo – Ano 2050

Sobre o Sono

Mais duas fotos do projeto permanente “Sobre o Sono”. Na primeira, sob o obelisco da Av. Rio Branco o atestado de que nossa cidade necessita urgentemente de um movimento de solidariedade humanitária nos moldes do que o povo de Boa Vista vêm oferecendo aos refugiados venezuelanos. Na segunda, em plena Av. Princesa Isabel, que homenageia a signatária da Lei Áurea, o flagrante da situação de abandono de nossa população de rua, predominantemente negra, contradizendo os ideais libertários da própria lei.

Obelisco copy


Princesa Isabel_baixa